Primeiros Passos com Microprocessadores


Muitos dos trabalhos realizados pelo grupo VisioRob envolvem o uso de um ou mais microcontroladores. Isso se deve pela facilidade de alterarmos o funcionamento dos nossos projetos, ou parte deles, alterando, apenas, a programação. Dessa forma os nosso projetos poderão ser modificados, ajustados, corrigidos ou melhorados facilmente.

Um microcontrolador pode ser entendido como um dispositivo que mistura hardware com software. É um pequeno computador em um único circuito integrado o qual contem um núcleo de processador, memória e periféricos programáveis de entrada e saída.

https://prezi.com/o4xotigjfpmh/apresentacao-pap/

Assim, apresentado o nosso interesse no uso dos microcontroladores no trabalhos do VisioRob, vamos iniciar esta série de posts apresentado como realizar a programação de microcontroladores nos projetos.

Desse modo, nesta sequencia de posts, vamos utilizar a IDE de programação Atmel Studio focando, principal, no uso do ATmega328P, uma vez que ele é muito famosos por ser utilizados nas plataformas Arduino.

Uma IDE é um Ambiente Integral de Desenvolvimento, do inglês Integrated Development Environment

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ambiente_de_desenvolvimento_integrado

O Atmel Studio é uma IDE que foi criada para o desenvolvimento de software para os microcontroladores da família ATmega. Assim, essa IDE é capaz de suportar tanto os Atmel AVR quanto os Atmel ARM Cortex. Conforme veremos, o Atmel Studio vem com compilador para três tipos de linguagem: C, C++ ou Assembly. Além disso ela pode ser obtida gratuitamente pelo faricante, a Microchip.

Com o Atmel Studo é possível, não apenas, realizar a programação dos microcontroladores mais, também, realizar a depuração dos programas utilizando, para isso, tanto ferramentas externas como o simulador integrado nesta IDE.

Depuração (em inglês: debugging, debug) é o processo de encontrar e reduzir defeitos num aplicativo de software ou mesmo em hardware.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Depuração

Obtendo a IDE Atmel Studio

Conforme apresentado anteriormente, o Atmel Studio é fornecido pelo próprio fabricante dos ATmegas. Assim, para obter a plataforma basta fazer o download da mesma no própria Microchip.

Conforme apresentado no site da Microchip, atualmente o Atmel Studio se encontra na versão 7 e pode ser baixado no link https://www.microchip.com/mplab/avr-support/atmel-studio-7, sem nenhum custo.

Após realizar o download basta seguir os passos do assistente de instalação. É importante ressaltar que a plataforma só pode ser usada no Windows, pois a mesma tem como base o Visual Studio da Microsoft.

Criando Projetos no Atmel Studio

Em seguida será apresentado como criar projetos na IDE do Atmel Studio através de uma sequência de passo-a-passo:

1º) Acesse File > New > Project.

Indicação de como iniciar um novo projeto utilizando a IDE Atmel Studio
Demonstração do passo 1

2º) Em seguida será aberta uma janela para a configuração do projeto, pedindo para que o usuário escolha a linguagem de programação (menu da esquerda) e um compilador, que pode ser o GCC C ou GCC C++ ou AVR Assembler, além de informar nome do projeto e a pasta que será armazenado (campus na parte inferior).

Indicação da seleção do compilador e da linguagem de programação
Demonstração do passo 2

3º) Na próxima etapa irá surgir uma janela contento toda a família ATmega. É a vez de escolher o microcontrolador.

Indicação da tabela de família Atmel
Demonstração do passo 3

4º) Pronto. Caso tenha escolhido o GCC C ou GCC C++ o seu projeto será criado com a função main(), agora basta você digitar o código desejado.

Demonstração do arquivo gerado automaticamente com um código inicial
Demonstração do passo 4

Em posts seguintes será apresentado como realizar a programação do ATmega328P e como transferir o programa para a memória do microprocessador.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*